18/11/2010

Flor de Mulher


Pra ser flor há que ser raiz.
Nascida do ventre da mãe África.
Flores são sinceras. Fraternas e tem tal beleza.
São livres, são leves, hoje soltas.
Caminham na resistência.
Das Dores?
Quantos segredos tens!
Ondas que vão e que vem.
Pérolas Negras.
Damas esbanjando amores.
Telúrica transformando flores.
Mulheres guerreiras.
Amemos o sol, a lua e o nosso gueto.
No medo corajoso.
Coloco-me a pensar no certo.
Duvidoso?
Toda mulher é símbolo de flor.
São poetizas
...do livro
...da vida
...do puro amor.

2 comentários:

  1. Lindo poema......
    Axé!
    Elizandra Souza

    ResponderExcluir
  2. Amei a poesia!!! fiquei emocionada no sarau do metrô....

    Axé nega

    ResponderExcluir

...é só comentar...